domingo, 24 de janeiro de 2010

Cinco Roteiros e Cinco Filmes

O Go Into The Story foi fundamental na minha decisão de construir este pelo qual vos escrevo. Digo declaradamente que muitas das idéias de tópicos que criei aqui são inspiradas no blog do Scott Myers. Porém, o blog do Myers é em inglês. Deste modo, embora existam vários sites (e muito bons) sobre roteiro em português, decidi também criar um pequeno espaço, onde pudesse traduzir (dentro das limitações do meu inglês) textos e materiais interessantes. A propósito, pensem sobre isto, uma língua estrangeira é fundamental para um roteirista - ou melhor, para qualquer ser humano. 


Mas voltando a questão da influência do blog do Myers. Ele sugere um exercício que ele chama de 14 Days of Screenplays. Neste ele pede que os autodidatas interessados em escrever roteiros leiam um roteiro por dia durante 14 dias consecutivos. Na opinião dele, a leitura deste volume razoável de material ajuda o neófito a “absorver” e “assimilar” os elementos fundamentais da escrita de roteiros, como; formatação, cabeçalhos, diálogos, descrições de locações, personagens, ações, etc.


Ele indica 14 roteiros, os quais o interessado precisa apenas clicar para poder ter acesso. (Pensem na maravilha que é isso, o próprio Myers fala da dificuldade que era arrumar roteiros para ler alguns anos atrás, pensem nisto! Temos um acesso a material que era inimaginável há quinze anos!)


A idéia dele não é necessariamente uma idéia original, em essência, acho que todo professor de roteiro deve indicar este tipo de exercício aos seus alunos, é claro que, com variações. Então, vou fazer algo parecido aqui. Não vou sugerir que leiam um roteiro por dia durante duas semanas. Mas vou sugerir que baixem
cinco roteiros (Para isso criei a parte de links para procurar roteiro no menu do blog). Feito isso, assistam ao filme, quantas vezes forem necessárias e/ou puderem. Pensem no roteiro, reflitam sobre o filme. Tentem ver o que estava no roteiro e não foi para o filme. Tentem compreender por que elementos foram acrescentados, por que cenas foram cortadas ou mudadas de lugar na história.


Além do mais, a maioria destes filmes são adaptações. Se quiser ir além do exercício proposto, leiam as obras originais e comparem-nas com os roteiros, tentem entender as escolhas dos roteiristas.


Tenho certeza que este é um trabalho gratificante e poderão ficar viciados nisto.


Vou sugerir aqui cinco roteiros de filmes brasileiros - logicamente para facilitar o acesso daqueles que não falam inglês -, mas não sejam auto-complacentes, ler roteiros em inglês pode ajudá-los de dois modos diferentes. Aprender inglês e a compreender como são escritos os roteiros num mesmo exercício.


Os roteiros sugeridos são (é claro que você mesmo pode escolher outros, sugiro estes pois são obras que eu conheço e gosto, e assim):


Cidade de Deus – Bráulio Mantovani.


O Homem do Ano – Rubem Fonseca. 


Durval Discos – Anna Muylaerte. 


Estômago - Lusa Silvestre, Marcos Jorge e Cláudia da Natividade. 


O Invasor – Marçal Aquino.


Por fim, mais um toque: se você quer trabalhar nesta área é bom começar também a estabelecer prazos, deste modo, acho que você pode se dar uma semana para cada um destes, acho um tempo razoável para quem está começando e não tem muito tempo para se dedicar a este estudo.


2 comentários:

Elizaldo Barreto disse...

Olá Daniel. Recentemente ao mero acaso da internet acabei descobrindo o seu blog, e esse post consumiu toda a minha atenção. No entanto eu gostaria de eu mesmo fazer uma lista de filmes com
seus respectivos roteiros a estudar, sou cinéfolo a algum tempo e estou sempre querendo aprofundar meus conhecimentos de além de ler
roteiros de amigos - que fazem cursos de cinemas - eu agora começar a estudar roteiros de cinemas que me agradaram aos longos desses anos.

Agora uma pergunta: Qual processo a se tomar e suas razões. Falo que
compreendi em seu post que você sugere ler primeiro o roteiro e após isso só então ver o filme. Eu pensei no inverso, com o adicional de ver o filme novamente.

O que venho através desse contato é que se você poderia me indicar
"locais" que possam conter esses roteiros, mesmo que sejam em inglês( eu tenho certo nível na leitura). E roteiros brasileiros estou a procura de "Nina" e "Quanto vale ou é por Quilo?".

Espero que posso me orientar e ajudar.
Grato.

Daniel disse...

Olá Elizaldo, tudo bem?
Obrigado pela mensagem

=)

Respondendo tua questão

1- Não importa a ordem, roteiro antes, filme depois.

Mas veja bem; ler o roteiro antes te ajuda a entender como trabalhar a informação que o roteirista tem de colocar no roteiro.

Ou seja, vc irá ver o QUE um roteirista escreve e COMO os outros
profissionais que vem depois complementam seu trabalho.

Por isso acho mais interessante ler o roteiro, pois ele é o primeiro passo, depois vc vendo o filme irá ver como ele foi filmado.

Olha, no menu de links do lado tem um monte de sites específicos só para busca de roteiros, todos eles em inglês.

Quanto ao "Nina" e o "Quanto Vale ou é Por Quilo", sei que este último esta no www.roteirodecinema.com.br.

O nina eu já não sei, mas eu tento encontrar para vc.

No mais, agradeço que tenha gostado do blog e espero que acompanhe o mesmo e
que ele lhe seja bastante útil

Abraço